Arquivo de 'Shadowhunters'



Nossos parceiros do Shadowhunters Brasil legendaram a sneak peek liberada do episódio 2×08 de Shadowhunters. Confiram o vídeo abaixo:

Os nossos parceiros do Shadowhunters Brasil legendaram a nova promo para o próximo episódio de Shadowhunters. Confira abaixo:

Matthew concedeu uma entrevista para a TV Insider falando sobre o episódio 2×07 de Shadowhunters. Confira abaixo a entrevista completa e traduzida:


Shadowhunters: Alec conseguirá equilibrar Malec e os seus deveres como Shadowhunter?

[ALTERTA DE SPOILER: Apenas leia isso se você assistiu o episódio dessa semana (13/02) de Shadowhunters. Você foi avisado!]

O que você achou do mais confiante e (surpreendentemente) agressivo Alec Lightwood,  que nós vimos no episódio dessa semana de Shadowhunters na Freeform?

Primeiramente, depois do encontro, no episódio da semana passada, com Alec (Matthew Daddario) e Magnus (Harry Shum Jr.) onde nós descobrimos que Magnus teve mais do que alguns parceiros na sua cama durante os vários séculos da sua vida (aproximadamente 17.000!), Alec poderia ter visto a diferença como um problema entre os dois, certo? No entanto, no episódio dessa semana, Alec deu um grande passo para não deixar Magnus tomar sempre todas as decisões na relação, até mesmo empurrando-o para trás de portas fechadas para o que, nós imaginamos, deve ter sido um momento sexy muito esperado. Todos nós temos que esperar até o episódio da próxima semana para descobrir exatamente o que aconteceu, mas tudo está se encaminhando para essa direção!

Deixando toda a animação de lado, a preocupação de Alec com Magnus e o progresso do relacionamento dos dois, pode estar entrando no caminho das responsabilidades de Alec como um Shadowhunters e, também, da sua irmã, Isabelle (Emeraude Toubia)?  Podemos encontrar um modo de atingir um equilíbrio entre sua vida pessoal e seus deveres de caçador de sombras?

TV Insider foi direto para a fonte e conversou com Daddario sobre esse novo lado de Alec, a adição de humor na segunda temporada da série e, porque todos nós precisamos saber, como foi para ele beijar o ator Shum agora que o Magnus aderiu mais barba nessa temporada?

Esse foi um ótimo episódio para realmente vermos o quanto Alec avançou desde o início da série. Você sente que ele mudou muito na segunda temporada?

Matthew Daddario: Sim, eu sinto. Essa é uma das maiores mudanças, maior até mesmo do que seu relacionamento com Magnus. Eu acho que isso se expande para o modo como ele interage com os outros caçadores de sombras e todo o resto. Infelizmente, sabe, ele é, constantemente, colocado em cenários onde acaba um pouco machucado, quero dizer, ele matou a pobre mãe da Clary, mas mesmo com tudo isso ele mostra sinais de ser um indivíduo mais confiante e acessível. Embora não tenhamos muito tempo, então essas mudanças ocorrem muito rapidamente. É bom que ele esteja indo por esse caminho mas esperamos que não seja rápido demais.

Você ficou surpreso ao descobrir que Alec nunca esteve com ninguém?

DADDARIO: Na verdade, nós tivemos uma discussão intensa sobre se devíamos ou não falar que ele já esteve com alguém. Nós brincamos com ideias, talvez um flerte adolescente, ou nós iríamos mais longe e ele teve alguns casos ilícitos que ele escondeu de todo mundo, mas no final decidimos ir por aquele caminho. Nós queríamos explorar essa área com esse tipo de pessoa. Uma pessoa que não teve nada no passado e é meio realista. Eu sempre pensei no Alec… qualquer coisa sexual que ele pensasse, ele iria empurrar para longe muito rapidamente. No caso do Jace (Dominic Sherwood), ele estava confuso pra caramba sobre o que é amor e amor é igual a atração sexual? Foi um tempo confuso para o Alec e, finalmente, chegou a hora dele ter o que quer.

Eu acho que já era hora!

DADDARIO: Sim, o pobre cara, qual é!

A série não usou a palavra ‘virgem’ para descrever Alec mas ele é, essencialmente, virgem…

DADDARIO: Sim, ele é, mas a discussão de virgindade, pessoalmente, eu não acho tão interessante. É um grande passo, a primeira vez, mas honestamente, é um grande passo todas as vezes conforme você vai indo. É apenas uma parte do processo, então a finalidade não é tão interessante para mim. Pessoas que já transaram podem ser mais virgens do que pessoas que nunca transaram. É um processo confuso. Alec matou coisas, muitas coisas se você pensar sobre o assunto. Desse ponto de vista, não é como se ele fosse uma criança inocente. Longe disso. Eu não diria que ele é ingênuo, ele é apenas fechado. Então, puro parece não descrever Alec de verdade, para mim.

Já que descobrimos que Magnus esteve com mais do que algumas pessoas….

DADDARIO: Algumas pessoas, sim. [risos]

Você diria que Alec sentiu a necessidade de ir para o quarto para manter Magnus interessando ou por que ele, meio que, forçou para passar para o próximo nível?

DADDARIO: Esse é um comentário interessante porque há algumas coisas acontecendo. Primeiramente, você pode ficar brabo com alguém pelos seus exs porque você não estava por perto então não tem nada a ver com você, ao menos que o machuque. Não tem nada a ver com você. Você não pode ficar chateado, você não pode ficar com ciúmes. No entanto, é muito difícil pensar assim, especialmente quando são 17.000, então vamos olhar para o fato do Alec não querer ser bom em certas coisas e então há 17.000 antes dele, então, talvez, isso influencie a sua decisão. Embora seja possível que ele esteja fazendo isso porque, inicialmente, passou pela sua cabeça. No fim de tudo, Alec é um cara nos seus vinte e pouco que sempre foi muito fechado – por tempo demais. Honestamente, eu acho que ele pensava nisso fazia anos. Ele quer isso.

Eu notei que nessa temporada há muito mais humor. Como foi fazer algumas dessas cenas que não são tão sérias?

DADDARIO: Eu acho que é muito legal ter a oportunidade de interpretar com humor, especialmente quando se considera sobre o que a série é, você não pode se levar muito a sério. Se todos nós nos levássemos muito a sério, tudo iria se perder muito rápido, porque há lobisomens e vampiros e todos esses problemas e é tudo muito dramático, então você precisa de um pouco de humor para quebrar a tensão da coisa toda, o fim do mundo está chegando e blá blá blá. Eu acho que a cena do Jace e do Simon foi ótima. Eu estou ansioso para vê-la. Eu lembro que na mesa de leitura ela foi hilária. Eu não consegui ver eles filmando ela, infelizmente, e eu não vi nenhum clipe, então estou mesmo ansioso.

Falando sobre a Izzy por um minuto, porque a audiência sabe que ela precisa de ajuda, mas Alec não parece pegar a dica…

DADDARIO: Esse é um dos maiores erros do Alec. Alec sempre esteve focado no trabalho e em todos os caçadores de sombra e tudo isso. Normalmente, ele iria ter descoberto imediatamente, mas ele está no meio de algo novo que é esse relacionamento. Agora, isso é algo ruim? Não, não é algo ruim. É uma coisa boa que ele esteja fazendo isso. Mas ele tem que ser capaz de equilibrar essas duas coisas: o mundo do seu trabalho e o mundo do seu relacionamento. Na segunda parte dessa temporada, nós vamos lidar com esse problema de equilibrar trabalho e vida pessoal e a sua falha em reconhecer o problema da irmã é uma parte da razão dele sentir que precisar se dedicar ao trabalho.

Pergunta muito importante: houve algum novo desafio com o fato do Harry ter barba nessa temporada? Por que é diferente beijar alguém que tem a pele lisa e alguém com barba.

DADDARIO: Sabe, eu não pensei sobre isso. Muito obrigado, agora que você falou sobre isso! Eu não havia considerado! Talvez, eu não vou gostar. Talvez eu vou. Eu não sei. No fim das contas é apenas sobre filmar uma cena, então você só pensa em onde você está emocionalmente. Eu não tinha parado para pensar sobre isso. [risos] Muito obrigado. Agora, eu só vou me focar nisso. Definitivamente vou fazer piada do Harry por causa disso.


Fonte (x)
Tradução e adaptação: Juliana Piazza – não reproduza sem os devidos créditos.

 

Matthew Daddario concedeu, junto com o seu colega de trabalho Harry Shum Jr., uma entrevista para a revista OUT onde falam sobre primeiros encontros e o futuro de ‘Malec’. Confira a entrevista traduzida abaixo:


Na drama fantástica Shadowhunters, o feiticeiro Magnus Bane e o guerreiro meio-anjo Alec encaram o seu pior oponente até agora – um primeiro encontro.

A série da Freeform, adaptada da séries popular de livros da autora Cassandra Clare, mostra um mundo sobrenatural com magia, demônios que assumem a forma humana, e um problema, de nível apocalíptico, do bem e do mal – e até mesmo famílias – um contra o outro.

Mas os fãs da série vivem pelo relacionamento entre os personagens de, ninguém menos que Magnus (Harry Shum Jr.) e Alec (Matthew Daddario), ou “Malec,” como os chamam. Enquanto os dois terminaram a primeira temporada com um beijo explosivo, a segunda temporada não deu muito tempo para desenvolverem o relacionamento. Até agora.

Na semana passada, o par finalmente foi para um, muito prometido, primeiro encontro – que foi doce e estranho, e totalmente relacionável, se você viveu alguns séculos e namorou algumas milhares de pessoas.

Nós falamos com os dois atores, antes do episódio dessa segunda, que promete mais momentos do casal.

Out: Como o seu personagem evoluiu da primeira até a segunda temporada?

Harry Shum Jr.: Para Magnus, nós apenas vimos uma pequena porção da sua vida na tela. Ele é um cara que viveu por séculos, que passou por muita coisa, mas você só consegue ver uma fração do que ele passou. Ele pensou que não iria ter nenhuma experiência nova. Mas quando Alec começa a entrar em sua vida, ele tem esperanças de amar novamente.

Matthew Daddario: Na primeira temporada, Alec era aquele jovem muito fechado. Ele era muito contido; tentava esconder quem ele era. Focava em ajudar os outros, apenas para não pensar em si mesmo. Agora, ele está sendo forçado a perceber que não pode continuar sendo desse jeito, e está se tornando mais aberto, uma pessoa emocionalmente acessível.

Como vocês abordaram a filmagem do primeiro encontro?

Harry: Nós (eu e Matt) sabíamos como essa cena era importante, tanto para os fãs dos livros como para as pessoas que se apaixonaram pela série. Indo para a cena do encontro, nós queríamos que Magnus e Alec colocassem os pés no chão – que haveria um elemento humano ali, fora da fantasia. Sim, nós estamos interpretando um feiticeiro e um caçador de sombras, mas nós continuamos nos perguntando – será que alguém pode se relacionar com dois caras tentando entender como se conectar em um nível maior que apenas atração física?

Matthew: Foi uma cena divertida; eu gostaria que tivéssemos mais saídas e encontros. Eles não tiveram tempo para conhecer um ao outro, então enviá-los para um encontro abria muito espaço para diversão. Eles são muito diferentes, mas eles possuem os mesmos valores chaves. É um momento muito real para uma série com lobisomens e pessoas mudando de forma em todo canto. Talvez nós vamos deixar o Alec bêbado para ele, finalmente, poder se soltar. [Risos.]

O que vocês acham que é a mensagem mais poderosa para os telespectadores sobre como os seus personagens abordam sua sexualidade?

Harry: Magnus apena ama – não se importa com gêneros, com Magnus tudo é apenas amor. Ele não te coloca em uma categoria específica. Essa é a beleza do Magnus – ele se machucou tantas vezes que está aberto para o amor em todas plataformas.

Matthew: Eu pensei muito sobre isso. Alec é jovem e tem diversas coisas acontecendo na sua vida, mas ele nunca foi capaz de admitir para si mesmo quem ele é, e quem ele sente atração sexual por. Até mesmo com o mundo basicamente acabando ao redor dele, ser incapaz de admitir esse tipo de coisa acaba com uma pessoa. Você pode fazer tudo na sua vida muito bem, mas essa desonestidade ainda acaba com você. Sério: Alec é um pouco filho da mãe. Agora que ele se abriu, ele é uma pessoa muito mais feliz.

O que podemos esperar, nos episódios seguintes, para ‘Malec’?

Harry: Pode tomar um caminho bom ou ruim. Assim como qualquer pessoa que você conheça, no encontro você descobre coisas que não são ideais para um parceiro. Você quer ter um tempo para digerir tudo; é isso que eles precisam.

Matthew: Alec não é o operador mais suave. [Risos]. Ele não é bom em situações assim. Ele tenta procurar algum concelho, e ele é curioso. Mas, mesmo com o mundo acabando, quando o Alec precisa, ele toma o comando.

Vocês têm alguma história de primeiro encontro estranha?

Harry: Eu acho que todo encontro que eu tive no ensino médio foi estranho. [Risos.] Eu estava tentando ser o par ideal, e isso só me deixou falido, porque eu pensei que deveria comprar flores e todas essas coisas. Eu estava tentando tanto impressionar essas garotas, mas os encontros que nós apenas saíamos para comer cachorro quente ou coisa assim, esses são os que significam mais.

Matthew: Quando eu penso em um “primeiro encontro,” eu penso em conhecer alguém em uma cafeteria ou em um encontro às cegas. Então eu nunca estive, realmente, em um primeiro encontro nesse sentido. Eu acho que esses só acontecem em filmes, mas outras pessoas me contaram que são reais [Risos.]


Fonte: (x)
Tradução e adaptação: Juliana Piazza – não copie ou reproduza sem os devidos créditos.

O Matthew virá novamente para o Brasil nos dias 27 e 28 de maio para a DayDream Con – Shadow Edition, convenção organizada pela empresa de eventos DayDream. (Caso queira saber mais, clique aqui.)

Nos juntamos com a equipe do Lightwoods Brasil para organizar algo especial para o Matthew, onde todos vocês podem participar. Para saber como se juntar ao Matthew Daddario Fanbook, leia as informações abaixo (english version it’s after the portuguese one):

(more…)

error: Caso queira algum dos nossos textos, envie um e-mail!